terça-feira, 5 de julho de 2011

Perco vidas esperando
perdão de uma guerra
que nunca existiu.

2 comentários: